Os mistérios da corrida

Foto Ilustrativa

Foto Ilustrativa

Não há dúvida de que a corrida proporciona um prazer inexplicável. Em pouco tempo após iniciar, percebe-se os efeitos: uma sensação de serenidade e força, de estar no controle da própria vida. Também não é novidade que o “vício”, estimulado por substâncias do corpo, inegavelmente acontece.

Salvo alguma restrição grave, é raro encontrar um corredor, por mais ocupado que seja, que cogite a ideia de renunciar a atividade.

Com mais frequência, acontece justamente o inverso: alguém que corre 5 ou 6 km por dia, com o passar do tempo, acaba dobrando sua quilometragem. Em função disso, torna-se difícil explicar o fenômeno da corrida simplesmente como busca da saúde e capacitação física. Há outras razões misteriosas em jogo, pois a boa saúde pode ser facilmente adquirida sem maiores esforços na vida da pessoa. Para obter tais benefícios, seriam suficientes 20 a 30 minutos por dia, quatro dias por semana. Então, por que as pessoas correm 10, 15 ou mais quilômetros por dia, com calor, frio ou chuva mesmo sabendo que jamais se tornarão destacadas no esporte?

Ninguém precisa correr grandes distância para provar que é corredor. O segredo para ter vida longa na corrida é divertir-se. Não importa se tiver de correr muito, pouco, trotar ou caminhar. O importante é ser persistente e seguir em frente com prazer. Com o passar do tempo, cada pessoa, do seu jeito, irá descobrir porque calça o tênis e sai correndo pelas ruas. Chega ao ponto que para alguns, pode ser a maratona a realização desejada. Para outros, basta terminar suado e feliz a corridinha de 3 km. Muitos acreditam que a meia maratona seja o dobro da diversão. Mas ainda são os 10 km que fascinam a grande “massa” de corredores. Tem ainda a “porta de entrada” dos 5 km, que estampa o sorriso e brilha os olhos do iniciante. Ninguém está errado.

A resposta certa é diferente para cada uma delas. Descobrir a distância perfeita, o jeito mais agradável de correr é uma atribuição de cada um. De uma coisa todos têm certeza, se é difícil começar a correr, é ainda muito mais difícil ficar sem correr depois que se torna um corredor. Se você é corredor, experimente ficar parado alguns dias.

Fonte: Site Correio de Uberlândia

Esta entrada foi publicada em Notícias. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>